a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

9 de agosto de 2006

OS RICOS E OS OUTROS


Estes quatro senhores juntamente com outros noventa e seis, detenhem 7,3% do PIB, o que dá a cada um 0,073%. Ou seja 10.545.595 Portugueses, estes ficam com as migalhas (92,7%), o que dá a cada um de nós 0,0000087% do PIB. Como dizia o outro, é só fazer as contas.
O que trascrevo aqui com a devida vénia, vinha no jornal El Pais (Espanhol) , não sei se veio publicado em algum orgão de comunicação por cá, o que sei (sabemos todos) é que assim mais depressa caminhamos para o abismo.
Como eu disse à tempos "......há ricos porque existem pobres....."
Já agora dêm uma saltada aos hiper-mercados do Belmiro, falem com um ou outro "funcionário" à socapa, sobre as condições de trabalho, salário, etc. e depois irão saber como se "ganham" fortunas.
Como dizia um amigo meu: "...em terra de cegos quem tem um olho é rei....."

5 comentários:

Mariazinha disse...

Caro Jota Dias é estado da Nação!
Já para não falar na Banca, fazem o querem e o que lhes apetece.Isto tudo à custa do portuga que deles depende.Até porque as leis cá na terrinha são "feitas" para encherem os bolsos ao grande capital e o povinho como nada exige,eles até esfregam as mãos de contentes! Estão no paraíso!
Um abraço

Savonarola disse...

Bela informação, esta! A situação que descreves bem se poderia aplicar a um daqueles países onde vigoram regimes oligárquicos e onde meia dúzia de "figurões" ditam a lei. Ora, como neste país vivemos num contexto neo-liberal, a situação ainda é mais chocante, porque era suposto que houvesse maior controlo sobre este tipo de desigualdades. O que andam os governantes a fazer, senão fechar os olhos? Lamentável. Um abraço

Savonarola disse...

Bela informação, esta! A situação que descreves bem se poderia aplicar a um daqueles países onde vigoram regimes oligárquicos e onde meia dúzia de "figurões" ditam a lei. Ora, como neste país vivemos num contexto neo-liberal, a situação ainda é mais chocante, porque era suposto que houvesse maior controlo sobre este tipo de desigualdades. O que andam os governantes a fazer, senão fechar os olhos? Lamentável. Um abraço

CORCUNDA disse...

Enquanto o poder económico do capitalismo desenfreado se sobrepuser ao social, as desigualdades e injustiça social só tenderão a aumentar. Uma coisa é certa, o futuro não irá passar por este sistema. A seu tempo a mudança terá que surgir.

Anónimo disse...

Estes números só vêm dizer aquilo que os famintos e desempregados sabem, o capitalismo não é a solução.

jotadias que as mãos nunca te doam, para ires denunciando esta merda.