a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

17 de junho de 2007

TRABALHO INFANTIL EM PORTUGAL, NUNCA.....

Image and video hosting by TinyPic

Segundo o jornal TAL E QUAL cerca de 24 MIL crianças Portuguesas vão trabalhar no sector agrícola durante as férias escolares, segundo um estudo apresentado no dia 12 de Junho, por ocasião do DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA O TRABALHO INFANTIL

Como os senhores pensantes deste país nos dizem que não existe trabalho infantil em Portugal, pergunto:

Quem está a mentir?
Será que as autoridades que tem como missão fiscalizar o fazem?
O estado já criou meios para apaziguar tal situação?
O estado não tem OBRIGAÇÃO que ter centros de férias, centros de ocupação dos tempos livres, etc., para os jovens em idade escolar durante este período?


Não seria mais útil a todos o investimento em infra-estruturas para os jovens (os homens de amanhã) do que em obras megalómanas que de nada nos serve (ao povo, claro) mas sim para alimentar o ego de meia-dúzia de especuladores e encher os bolsos a uns quantos?

País que não liga patavina aos seus jovens e velhos, que os deixa ao sabor de interesses pouco claros, que prefere investir em betão do que no seu POVO, não tem futuro.

É o capitalismo no seu melhor. As pessoas não contam.

6 comentários:

pita-cega disse...

Como se torna evidente pelo atraso que temos hoje, fruto das políticas erradas dos últimos anos. Mas como não são os jovens que "compram" votos, vamos construindo aeroportos e auto-estradas. A BRISA e a ANA (a privatizar) até agradecem.

C Valente disse...

O estado não vê, não quer ver e até tem raiva a quem vê.
Para se fazer obras faraónicas á dinheiro, para a educação e condições para os jovens, e apoio á 3ªidade, não tem, só para governantes e amigos.

Dias disse...

O Belmiro que andava calado já começou a meter a cabeça de fora, agora que se fala noutro local que não a Ota, o rei dos capitalistas cá do burgo já vem dizer "a Ota é um nado-morto", pudera, a Troia, onde o homem se prepara para fazer o maior casino da Europa, fica mesmo ali à mão de semear.

Depois vem dizer o sr. da CIP que neste estudo de Alcochete não há lobies, claro que há, só espero para ver quem ganha, se a família Soares e a maçonaria(pró-Ota), se o Belmiro e o Amorim (pró-margem sul).

O melhor é fazerem dois aeroportos e ficava toda a gente contente.

Já agora, precisava dum lugarzito aqui à porta para estacionar o pópó sem ter de dar moedita ao "arrumador", por acaso os amigos de blog não podem organizar um lobie para me ajudar?

Jorge Borges disse...

Uma notícia muito importante, especialmente quando se apregoa não existir trabalho infantil em Portugal. 24 mil crianças a trabalhar nos campos não é certamente um número desprezível e é precisamente isso que significa: trabalho infantil. O Estado e as autoridades fiscalizadoras estão, sem dúvida nenhuma, a demitir-se das suas responsabilidades nesta questão, aliás, como em tantas outras...
Actualmente, em Portugal deixa-se actuar o neoliberalismo selvagem, sem qualquer espécie de controlo. Precisamente porque o poder estabelecido está interessado em defendê-lo.
Um abraço

Mariazinha disse...

E cada vez mais vais ver crianças a trabalhar,fora das grandes cidades sempre houve.
O grande problema é que esta seita que nos governa vive num condomínio privado e está a borrifar-se para o resto da população.Só saem de lá quando chegam as eleições e precisam dos votos dos ignorantes.
Um abraço

A. João Soares disse...

Um golpe na liberdade de expressão

Referem-se dois comentários de Do Miradouro que não precisam de se dizer mais nada!!!

De Casimiro Rodrigues, um comentário em que disse...
Caro João.
O PortugalClub.com e o www.portugalnoticias.com estão ambos bloqueados para mim. Minha caixa de endereços também, não posso enviar mensagem nenhuma. Foi um técnico representante da Brasiltelecom. Não me dão nenhuma satisfação. Vejo que o braço longo de lisboa chegou até aqui. Estou estrebuchando e vendo como consigo sair desta. ..... Casimiro

Caro Casimiro,
Critica-se o antigo regime por ter instituída, às claras, a censura, mas agora há várias formas obscuras de amordaçar as opiniões, e impedir a verdadeira liberdade de expressão.
Diz.se que antigamente, o Poder não queria que as pessoas estudassem a fim de poderem ser mais facilmente domadas, mas agora, controla-se tudo para que as pessoas não sejam esclarecidas sobre os mais importantes problemas do País e se preocupem apenas com as novelas e as coisinhas insignificantes mas tornadas mais espectaculares.
O «Big Brother» do George Orwell está aí em força como mostra o caso do Dr. Fernando Charrua.
Perante isto, caro Casimiro, o seu portal é valioso e espero que consiga encontrar forma de contornar esse bloqueio que lhe está a ser imposto.

Abraço