a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

3 de dezembro de 2007

MALDIVAS (PARAÍSO DO DITADOR)

Maldivas.
“Paraíso” de férias para capitalistas.

O que se esconde por detrás deste aglomerado de ilhas e ilhotas (são 1200 no total) de aspecto paradisíaco é uma ditadura carniceira, assassina e repugnante.

Claro que o capitalismo mundial faz ouvidos moucos aos apelos daquele povo mártir.

O rendimento médio é de 1€ !!!!!!!! / dia.

Quem ousar pronunciar, mesmo em surdina no nome do ditador, Maumoon Abdul Goyoom, mais conhecido por Kuda Kuda Kalaan que traduzido dá “Deus Pequena Pequeno”, é imediatamente preso sem culpa formada e sem qualquer e direito a advogado. O poder está concentrado nele, além do executivo, o poder judicial e o legislativo.

A polícia é cruel e implacável, tortura homens, mulheres e crianças, sem piedade alguma.

No início de Novembro o ditador (e mais alguns) esteve em Portugal por ocasião da cimeira “Europa pelo Desenvolvimento”………

É O DINHEIRO DOS NOSSOS IMPOSTOS A SUSTENTAR DITADURAS E DITADORES

…. não lhes dês o peixe, ensina-o a pescar……

7 comentários:

O Justo disse...

Alguns, coitados, não têm voto na matéria. Aposto que se fossem forçados a eleições, o tal de Kuba Kuba era cilindrado.
Ainda bem que o povo Venezuelano teve voto na matéria para impedir o que seria mais uma ditadura sem direito a voto e a ter que levar com mais um hitlerzinho (de esquerda) até ao fim dos seus dias.

Abaixo os ditadores.
Viva a Democracia.
Abaixo os políticos "merdas" europeus que são uns hipócritas (continuam a dar palmadinhas nas costas a esses ímpios por razões económicas).
Viva a verdadeira Democracia.

Jorge Borges disse...

Pois é, e os turistas dos países capitalistas ricaços - que não é o caso do nosso, no que diz respeito a riqueza - vão usufruir da "beleza paradisíaca" de um país com um regime desta natureza. De tal forma o sistema pode deitar poeira aos olhos das pessoas... Ou serão estas que não querem ver?
Um abraço solidário
Contracorrente

A. João Soares disse...

Os turistas nem querem saber dos naturais, apenas se preocupando com o bronzeamento. Os políticos europeus e de outros estados, são hipócritas. O caso de os nossos governantes terem recebido, este e muitos outros que pisam os direitos humanos, mas que têm petróleo, gás, ouro ou diamantes, mas tentarem evitar a vinda de Mugabe que é igual ao da Venezuela, da Rússia, da China, de Angola, mas que não tem petróleo, esclarece muita coisa. Moral, ética? onde estão esses valores civilizacionais, hoje tão fora de uso?
Abraço

O Justo disse...

Eu ainda digo mais: O Mugabe ao pé de tantos outros é um Santo. Só que não tem Petróleo.

padeiradealjubarota disse...

Impressionante, saber que por detrás desse paraíso há tanta opressão. Os turistas têm culpa, muita culpa também, refastelam-se ao sol, tal como em Cuba, e estão-se nas tintas para a miséria que os rodeia.

Mariazinha disse...

É como em Bali, tenho uma amiga de lá e que me conta coisas parecidas com que o que descreves.
A ganancia é tanta que os povos são subjugados até ao tutano.
è o nosso mundo Jota.
Um abraço

Pobre disse...

Façam como eu vou de férias prá Costa e já é muito bom.