a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

5 de maio de 2011

CULPADOS

 Eis os responsáveis pela situação degradante a que o país chegou

Muitos outros haverá, enumera-los a todos seria tarefa (quase impossível) e não caberia certamente neste espaço que por enquanto ainda podemos utilizar.
Coloquei apenas estes no boneco pois foram quanto a mim os responsáveis directos, uns por serem primeiros ministros, outros, ambas as coisas.

Foram estes que assinaram a adesão à então CEE, e se alguns não o fizeram aceitaram, foram estes que assinaram o famigerado Tratado de Lisboa, que nos pôs definitivamente nas mãos do grande capital europeu, ambos sem a devida consulta popular, foram estes que nos meteram numa guerra (Iraque e Afeganistão) para as quais em nada contribuímos, foram estes que de uma forma ou de outra nos conduziram para a penúria e a miséria.

Com o país falido, graças a políticas engendradas por estes senhores, mais uma vez tivemos de recorrer à esmola internacional, com todos os custos para o Povo que daí advém. Eles, mais uma vez vão sair impunes, como se nada se tivesse passado, como "isto" fosse uma fatalidade, uma coisa normal, dizem-nos até que a culpa é da crise internacional,  mas qual crise internacional? Pergunto eu. Quantos e quantos países há que não necessitam nem vão necessitar de "ajuda" e porquê? Porque o seu tecido produtivo não foi destruído, continuam a produzir e a manter a sua mão-de-obra, poderiam aqui ou ali sofrer uma ou outra quebra, mas não foi totalmente destruído como cá. Onde estão as pescas, a agricultura, o sector mineiro, a indústria naval, a indústria pesada, o sector químico e de transformação, etc., tudo isto acabou em nome da nova ordem. Hoje Portugal é um imenso campo de golfe para ricalhaços, uma enorme mata de eucaliptos para sustentar a indústria do papel do norte da Europa, um vazadouro de lixo das fábricas espanholas, um maná para especuladores e corruptos, e enormes campos de concentração de pedintes ao redor das principais cidades e vilas.   
Foi isto e muito mais o que estes senhores fizeram e/ou ajudaram a fazer. 

Para culminar tudo isto, esta gente hipotecou esta e as novas gerações, num melancial de dívidas as quais levarão muitos anos a pagar e para as quais o Povo em nada contribuiu.  

Portanto, eu culpo esta gente pelo mal que fizeram a Portugal e aos portugueses.

1 comentário:

Karocha disse...

Culpa e bem caro amigo ferroadas, embora não tenhamos a mesma ideologia, as verdades são para serem ditas, deram cabo do Pais!

bfs