a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista
a desobediência é a verdadeira base da liberdade, os obedientes são necessariamente escravos

24 de setembro de 2011

AS TONTEIRAS DO JARDIM


Eis algumas maluquices que este tipo fez e que nós vamos pagar.

105 milhões de euros numa marina que ninguém utiliza
1 milhão de euros numa estrada que só serve DUAS!!!! habitações
670 mil euros num heliporto que nunca foi utilizado
2,5 milhões de euros num parque empresarial que está deserto
2 milhões de euros numa piscina que só funcionou quatro meses, actualmente está encerrada
11,5 milhões de euros no museu da baleia que quase ninguém visita
25 milhões de euros no Forum-Machico que não funciona
10 milhões de euros no Centro Cívico de Ponta do Pargo que serve 900 habitantes
7,7 milhões de euros num campo de futebol para o Centro Desportivo da Madeira, mas a sua manutenção é  tão cara que o clube não o utiliza.
Falando em estádios de futebol  o concelho de Santa Cruz tem ONZE!!!!. No complexo desportivo do União da Madeira Alberto Jardim gastou 5,5 milhões de euros em TRÊS campos relvados que não servem para jogar oficialmente. Espalhados pela ilha existem mais CATORZE!!!!!!  campos de futebol relvados com bancadas, sem condições para receberem jogos oficiais. 
Entre 1997 e 2009 Alberto Jardim deu (do nosso dinheiro) 400 milhões de euros aos clubes da ilha, só em 2009 o Nacional da Madeira recebeu 8 milhões de euros e o Marítimo 5,6 milhões de euros.

E isto é só uma pequena migalha do autêntico regabofe em que se tornou a Madeira em matéria de despesismo. 

No livro Suite 605 do escritor João Pedro Martins, estas e outras vergonhas vêm descritas com mais pormenor. 

1 comentário:

Zé Marreta disse...

Parece que já vai nos 5 mil milhões. Mas se formos a fundo, não só à Madeira, desconfio que ainda encontramos mais uns buracos de vários milhares de milhões...

Saudações!