a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

18 de outubro de 2011

O ESCRAVO TRABALHA, O PATRÃO ENRIQUECE


Com a recente medida do governo e inserida no orçamento do estado para 2012, em que cada trabalhador trabalhará mais 1/2 hora por dia de borla para, dizem eles, aumentar a "produtividade" (sic), o patronato mais reaccionário veio esfregar as patas de contentamento. 

O "assalariado" da imagem, bom trabalhador e acima de tudo bom cristão e amigo de ajudar o próximo, não vai de certeza acatar a directiva governamental.  

Entretanto vamos a contas em relação a este gajo da imagem.

Trabalham para este eunuco cerca de 3.300 trabalhadores, que lhe irão dar de borla 1.650 horas por dia, que por sua vez equivale a cerca de 206 trabalhadores.  

Ora, o tipo pode escolher entre três (ou mais) hipóteses:

Hipótese 1 - O tipo pode assim despedir 206 trabalhadores invocando que estão a mais. 
Hipótese 2 - O tipo com o trabalho extra dos seus escravos poderá no final do ano comprar mais uns pópós.
Hipótese 3 - O gajo com o dinheiro ganho sem pagar poderá enfiá-lo num qualquer paraíso fiscal e assim não pagar um chavo de impostos.

É assim que o actual governo (des) governa, ou seja, coloca os escravos a malhar mais 1/2 hora/dia à borla, para encher os bolsos ao patronato.   

QUE MERDA DE GENTE É ESTA?

Só um governo Popular poderá repor a riqueza do país nas mãos do Povo.

Sem comentários: