a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

9 de janeiro de 2012

RELVAS, O ILUMINADO


Estes políticos são mesmo uns idiotas (*) do caraças. Não é que este intruja quer inventar a pólvora sem fumo. Bem, vamos à história.

O sr. da imagem, criou um grupo de trabalho composto por um sem-número de personalidades, bem pagas diga-se, desde professores doutores, só doutores, mestres!!!!, até comandantes!!!, etc., para quê?  alterar, mudar, reinventar, enfim, para nada fazerem e depois apresentarem uns resultaditos que a nada levam em relação ao futebol profissional e sua (des) organização.

Entre profissionalizar os árbitros, tendo estes como entidade patronal a FPF, passando por os clubes só poderem contratar exta-muros jogadores internacionais pelos seus países, até, imagine-se, distribuir cheques-oferta para jogadores "carenciados", mas isto tudo não passaria de tretas palacianas se não fosse o facto do dito ministro propor incentivos fiscais para os clubes que contratem jogadores portugueses, isso mesmo, INCENTIVOS FISCAIS. 

Ou este ministro é parvo, ou está mesmo a gozar com a nossa cara. 

Quer dizer, este governo (o qual este tipo faz parte) retira incentivos fiscais aos portugueses a torto e a direito, retira deduções fiscais a praticamente 80% dos cidadãos, corta abonos de família a cerca de 650 mil crianças, rouba os subsídios de férias e natal a tudo o que mexe, congela salários e pensões, aumenta o horário de trabalho, permitindo o regresso à escravatura salazarista, na saúde é o que se vê, no fundo, este governo ficará na história como o único que fez regredir Portugal, no meio destas desgraças todas, este gajo vem com a iluminada ideia (só possível em tipos que não têm mais nada em que se preocupar) de dar benefícios fiscais a pontapeadores de bola que já ganham muito acima do razoável, e respectivos clubes, em que alguns são verdadeiros lavadores de dinheiro sujo. 

Será que estamos todos parvos?

(*) - Gajos que têm ideias de merda

Sem comentários: