a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

5 de outubro de 2012

5 DE OUTUBRO DE 2012, REGRESSO AO PASSADO

Entre a bandeira nacional hasteada ao contrário, o Povo a cem metros de distância, discursos sem substância e fora de contexto, gente bem vestida e engravatada, houve alguém que querendo fugir daquele emaranhado aburguesado, queria fazer ouvir a sua voz. Era apenas e só o que queria aquela mulher desesperada e com lágrimas nos olhos no "alto" dos seus 224€ de pensão. Aquela mulher, queria apenas chegar à fala com o "supremo" magistrado da Nação, era um direito que ela pensava que lhe assistia, enganou-se redondamente, neste país de governantes hipócritas e cobardes, apenas os lambe-botas e os corruptos têm acento nos cadeirões de Belém. Ela coitada não sabia que os cobardes se refugiam sempre e sempre atrás de "gorilas" pagos a peso de ouro com o dinheiro que o sistema lhe retira.

Senti NOJO desta gente, destes governantes e seus seguidores, desta nomenclatura vigente que nos oprime e escraviza. Apenas esta mulher, portuguesa e provavelmente mãe e esposa, me deu a maior alegria dos últimos anos, esta mulher encarna todo um Povo que sofre e deseja apenas um Portugal justo, fraterno, solidário e LIVRE. 

O início da repressão fascista que se avizinha começou, a estúpida e desmesurada acção daqueles facínoras que se dizem "seguranças", assim o indica.

Sem comentários: