a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

12 de agosto de 2013

CÓNEGO MELO, O FASCISTA ASSASSINO


A colocação de uma estátua ou outra qualquer forma de homenagear fascistas assassinos, para além de ser inconstitucional ( art. 46 - 4) é uma ofensa a quem sempre lutou pela liberdade e democracia. Este Melo é um assassino confesso, chefiou organizações de criminosos (ELP vs MDLP), que semearam o terror em Portugal nos anos - 1974/75, com um único intuito, matar comunistas e outros democratas. Se a tal estátua for colocada, só resta como solução fazer o mesmo que se fez à de Salazar em S. Comba-Dão, destruí-la. Salientar que esta homenagem tem como fundo a cidade de Braga, cuja autarquia é maioria PS, sendo seu cabeça de lista à AR António Seguro.  



Era para ser um novo post, mas em tempos de poupança vou aproveitar o mesmo, mas digo desde já que será o último dedicado ao assassino Melo, salvo se entretanto os ultra-liberais pró-fascistas do sistema (incluído o PS) não se lembrarem de colocar uma estátua de Salazar nos Passos Perdidos da AR. 

Só quem não viveu o chamado "verão quente" a Norte, pode dizer alarvidades como já li/ouvi por ai. O que mais não fez Melo e seus acólitos do ELP de Barbieri Cardoso (ex. sub-director da PIDE vs MDLP de Apoim Galvão (outro assassino que comandou a invasão da Guiné-Conacri em 1970), o que não fez, dizia eu, se não apoiar e fomentar actos terroristas? 

Os mesmos que condenam o terrorismo dos talibans, são os mesmos que NÃO condenam o terrorista Melo. 

Melo foi um assassino e se não foi condenado pela justiça burguesa, foi-o pela justiça do Povo. 

Nota
Para os mais distraídos proponho a leitura da Constituição da Republica Portuguesa, a qual penso que (ainda) esteja em vigor. 

2 comentários:

Anónimo disse...

Comunistas e outros democratas, vai lá vai, chamar comunistas de democratas.

Anónimo disse...

- Só estamos no facebook, só é possível estátuas serem vandalizadas sem rolarem cabeças, só é possível discutirmos isto abertamente e irmos para casa tranquilos, porque "alguém (s)" não deixou que Portugal fosse uma "Coreia do Norte2". E Esses não foram seguramente aqueles que hoje incitam jovens bem intencionados (mas desconhecedores dos verdadeiros factos) a fazerem destas coisas

A verdadeira liberdade de um Homem não é vandalizar estátuas, mas sim ser capaz de pensar por si próprio e não ser um mero carneiro neste rebanho liderado por uns quantos políticos de merda que procuram TODOS (e mesmo todos) o mesmo fim, ie, proveito próprio.

…às “ovelhas” tudo perdoamos, já não se pode dizer dos “pastores”!

Direitos...Direitos...e os deveres?