a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

21 de fevereiro de 2015

MARIA LUÍS ALBUQUERQUE, CÁ SE FAZEM CÁ SE PAGAM


VAMOS VER SE UM DIA, O FEITIÇO NÃO SE VIRA CONTRA O FEITICEIRO
Os dois da imagem, Albuquerque e o espanhol Guindos, foram, segundo a imprensa de hoje, os mais cépticos, tentando até bloquear o acordo entre o governo grego e o Eurogrupo, levando inclusive Varoufakis a dizer na conferência de imprensa e em resposta a uma pergunta dos jornalistas sobre o assunto - "existem boas maneiras, por isso não respondo à sua pergunta".
Há um ditado português que diz - "não faças aos outros, o que não queres que te façam a ti"
Sabemos que estes dois, nomeadamente Albuquerque é um pau - mandado, quer de Merkel (a sua grande inspiração) quer do capitalismo internacional. As aparições (as que nós temos acesso via TV) da mejera em colóquios, conferências ou reuniões lá por fora, denotam por parte da dita, uma arrogância inusitada, com o nariz sempre empinado, um sorriso cúmplice e gozão, que mais faz parecer uma qualquer tia rica da linha, do que uma ministra que se quer eficaz e acima de tudo solidária.
A posição de Portugal neste "conflito" deixam-nos a todos envergonhados, começou pela "brincadeira de crianças" do menino mimado de Massamá, acabou (será que acabou?) com a triste figura de uma Albuquerque, subjugada ao poder capitalista - fascisoide de Merkel e seus lacaios do Centro e Norte da Europa.
Olhe sra. Albuquerque - A desobediência é a verdadeira base da LIBERDADE, os obedientes serão sempre ESCRAVOS.

Sem comentários: