a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

21 de abril de 2016

E ERA TÃO FÁCIL

Quando alguém fala disto, políticos e afins, conotados com PSD, CDS e PS, cospem para para o lado e ninguém quer resolver o problema.
Portugal está carregado de gente, como diz e bem, Maria José Morgado, chegam à política tesos que nem barrotes e carregados de piolhos, quando sai-em, vão cheios de dinheiro e/ou bens que depressa os põem em nome de filhos e filhas, cunhadas e cunhados, amantes e quejandos, ou em qualquer Panamá.
Exemplos não faltam, autarcas então é um fartote.
E a "coisa" é tão fácil de resolver -
Com o sistema informático que hoje os vários serviços do estado têm, que simples que era cruzar os dados desta gente. 
Exemplo:
Político vs autarca vs empresário, mais esposa, mais filhos, mais sogros e pais. Verificar o que tinham ANTES e o que têm DEPOIS.
Se o sistema verificasse que os bens adquiridos correspondem aos rendimentos declarados, tudo bem. Se não, era só criar um tribunal especial e perguntar-lhes de onde vieram os rendimentos para.....caso se verificasse que o tipo declarou 50.000 e tem um património de 50 milhões, prisão com a/as bestas.
Para isto, era necessário criar legislação adequada. Mas os partidos (PS, PSD e CDS) não estão para aí virados.

Sem comentários: