a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista
a desobediência é a verdadeira base da liberdade, os obedientes são necessariamente escravos

13 de fevereiro de 2006

AGOSTINHO DA SILVA O ANTI-HERÓI

Passam cem anos sobre o nascimento daquele que para muitos (eu incluído) foi o maior vulto da cultura Portuguesa do Sec.XX. Profesor, filósofo, ensaista, dramaturgo, escritor, Agostinho da Silva foi quase tudo em troca de quase nada. Avesso a honrarias, bens materiais ou outras, Agostinha da Silva que me habituei a admirar à muitos anos, quando por exemplo o regime fascista de Salazar o obrigou a exilar-se no Brasil, por recusar assinar uma declaração em como não era "comunista" , claro que recusou. Agostinho da Silva não era comunista, mas não tolerou que o regime de então o obrigasse a assinar um documento contra a sua vontade.

2 comentários:

Miguel disse...

Uma homenagem merecida ...

O PR deste pais só se lembrou de fadistas e jet set´s!

Boa Semana ...

Bjks da Matilde

daalgempaKu disse...

Uma Homem que Portugal devia-se orgulhar e que eu tenho muita honra em dizer que é Português... Infelizmente só se lembram quando se falece... enfim é o Portugal que nós temos...