a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista
a desobediência é a verdadeira base da liberdade, os obedientes são necessariamente escravos

1 de fevereiro de 2007

ABORTO, SIM OU NÃO EIS A QUESTÃO

Image and video hosting by TinyPic
Se queres continuar a encher os bolsos às candongueiras, a condenar mulheres e menter a hipocrisia reinante, VOTA NÃO. Se queres ser livre, de fazer do teu corpo o que entenderes, de teres os filhos que quizeres e de fazeres aborto em segurança, VOTA SIM.
O que está em causa neste referendo é pura e simplesmente o abortar em segurança ou fazê-lo na insegurança do vão de escada. Tudo o resto é treta.
Segundo dados oficiais, abortam "clandestinamente" por ano em Portugal 20.000 mulheres (como dizia o outro é só fazer as contas €€€€€). Vão abortar a Espanha ou noutros Países 4.000 mulheres. As primeiras não tem recursos financeiros para o fazer lá fora fazem-no em parteiras no vão de escada sem segurança, as segundas (senhoras ricas ou abastadas) fazem-no em segurança nas boas clínicas da estranja. Só não vê quem não quer.

8 comentários:

Miguel disse...

Cruel mas verdadeiro ...!

Um abraço da matilde e Cª!

Anónimo disse...

E além do mais, nenhuma mulher aborta por abortar.

Anónimo disse...

É a verdade, doa a quem doer

Anónimo disse...

mas o mais incrivel disto tudo, é que, se calhar o não vai vencer mais uma vez.Cada povo tem o governo que merece...

Mariazinha disse...

Jota no dia 11 vou votar sim, porque como disseste e muito bem, não se aborta porque se quer.
Quem não pode criar um filho condignamente, de certeza tambem não o quer pôr em instituções criadas por senhoras sem nada que fazer e que se entretêm a brincar à caridadezinha.
Beijos e boa semana

Savonarola disse...

Acho muito importante votar no SIM, por todas as razões que referiste. Chega de penalizar a mulher!
Um abraço

Anónimo disse...

Está em causa a dignidade da mulher, basta de tanta hipocrisia bolorenta.

jotadias disse...

O SIM ganhou. Agora vamos esperar para ver se o Sócrates não vai na conversa do Cavaco.