a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

1 de outubro de 2007

TAL E QUAL


ACABOU

O único jornal em Portugal que punha os poderosos, os pedófilos, os governantes e afins em sentido.

O último jornal de esquerda sem estar ligado a partidos políticos ou organizações da mesma.

O único jornal que em “democracia” teve a sua redacção assaltada, os computadores confiscados e os seus jornalistas detidos.

Acabou a única referência do jornalismo de intervenção.

Como disse o seu director no último número “… cada vez mais, o sucesso de um jornal não depende unicamente dos seus jornalistas …”

Quando os interesses do capital, aliados à máquina propagandística (em que este jornal não alinhava) dos governos, o final é este. Fecha-se e pronto.

Só me resta desejar a todos os que por lá trabalhavam que saiam depressa do desemprego, unam-se e vão à luta, que é como quem diz, façam vocês um jornal, formem uma cooperativa (não sei se será possível, como estamos a voltar ao antigamente, não sei mesmo…) e provem ao capital e a seus mentores que “ainda” há lugar a jornais de esquerda.

Um forte abraço revolucionário a todos

3 comentários:

Jorge Borges disse...

Caro J. Dias,
Nos dias que correm, o poder perdeu o pudor democrático e assumiu a sua verdadeira face capitalista. Pelo que tudo e todos os que o denunciam estão ferozmente ameaçados de extinção. Repugnante, mas verdadeiro. Só lamento que o povo que vota nestes políticos ainda não tenha aberto completamente os olhos... Felizmente, não todos!
Um abraço fraterno

CORCUNDA disse...

Tudo o que seja para denunciar e apontar o dedo aos "cozinhados" feitos nas costas dos portugueses é um alvo a abater por parte do poder instituído.
É através da ignorância que os poderosos conseguem manter a sua força.
Abraço do Corcunda.

Anónimo disse...

Tens um bom remédio...Crias tu próprio um novo Tal &Qual!!