a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista
a desobediência é a verdadeira base da liberdade, os obedientes são necessariamente escravos

26 de setembro de 2007

PANDUR


Pois é, a partir de agora estão criadas as condições para participar-mos em qualquer guerra, em qualquer parte do mundo e arredores.

Estes senhores ou outros por eles a troco não se sabe bem do quê, vão gastar o nosso dinheiro (360 MILHÕES DE EUROS) em brinquedos de guerra para divertir meia-dúzia de generais e afins, para assim poderem justificar o chorudo pré…….

Um governo que gasta à tripa forra o dinheiro do seu povo em porcarias deste género e manda fechar ESCOLAS e MATERNIDADES, que aumenta as propinas no ensino publico, que aumenta as taxas moderadoras da saúde, que despede professores e enfermeiros, etc., etc., não merece a mínimo de credibilidade, são uns falhados.

Sou pacifista, não posso tolerar guerras.
Ponham as fábricas de material bélico a produzir autocarros, comboios e semelhantes para o Povo.
Há que mudar o sistema, não podemos ficar calados.

5 comentários:

Jorge Borges (Savonarola) disse...

Caro amigo,
Bem falado! A guerra serve os propósitos económicos do sistema capitalista. Senão, quem é que comprava e, sobretudo, usava as máquinas de guerra, esses brinquedos caríssimos? Os povos é que não, certamente!
Um abraço amigo

Mário Castro disse...

Para que servem as guerras senão para aumentar a miséria de todos em benefício de uns poucos. Foi a primeira vez que estive aqui, gostei, agradou-me sobretudo a forma simples e terra-a-terra com que abordas os assuntos mais actuais. Olha amigo, só te peço que nunca desistas, vou por cá passar mais vezes.
Um forte abraço

zé (do beco) disse...

E porque não fabricar mais ambulâncias, já que são elas as "maternidades" do futuro?

J.Dias disse...

Tens toda a razão. Aliás não vai levar muito para as pacturientes do interior do país e não só, começarem a parir no taxi ou no carro (as mais afortunadas) e na motocicleta, carroça ou outro (as menos afortunadas) a caminho de Espanha, ou de uma qualquer curandeira. É o país a voltar ao seu verdadeiro lugar, o/ou dos mais atrasados da Europa.

É o cinzentismo salazarento a regressar.

Entretanto, esta camarilha incompetente e hipócrita vai sugando a seu belo prazer o tintol (digo) esmola com que nos brinda o patronato ao final de cada mês, que, não falta muito, já mal dá para comer.

CORCUNDA disse...

Mas para mudar o sistema, temos que começar por mudar os políticos que representam o sistema através do nosso voto.
Abraço do Corcunda.