a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

16 de setembro de 2008

CAPITALISMO NÃO SERVE

Free picture host!
O capitalismo faliu.

O capitalismo não é a solução.

O capitalismo não serve.

Está na altura de arranjar-mos alternativa, está chegada a hora de uma vez por todas os povos se levantarem e na rua, sim amigos na rua, dizermos ao monstro que não o queremos, está moribundo, já não serve, no fundo o capitalismo nunca nos serviu.

Os governantes neo-liberais vão tentar fazer e dizer o que nos entra por um ouvido e sai pelo outro, que “isto” foi só uma situação pontual, que as “coisas” se vão compor, mas amigos não tenhamos ilusões tudo o que vier é só areia para os nossos olhos, não o vamos consentir, de uma vez por todas o capitalismo MORREU.

O que se está a passar nos USA’s é uma pequeníssima amostra dos perigos do capitalismo, não vai tardar o mesmo acontecer por cá, vamos estar atentos e vigilantes.

Está na hora de construirmos outra sociedade, a actual tem os dias contados.

12 comentários:

alex campos disse...

Convencer o pessoal que o capitalismo não é o fim da História é a tarefa mais difícil.
Mas estamos sempre na primeira linha da luta.
Um abraço.

CRN disse...

Na vanguarda já existe alguém, essa força colossal de seres de pé, essa que mantém viva a chama que queimará os destroços da destruição que provoca o capitalismo, a força revolucionária!

aDesenhar disse...

Não chegou o sangue derramado no Chile, com Allende
e estes pistoleiros
pretendem fazer o mesmo na Bolívia!

Este capitalismo selvagem já dá sinais de implosão,
e com toneladas de hipocrisia à mistura já começaram com nacionalizações!

Paulo Vilmar disse...

Ferroadas!
O capitalismo sustenta-se num capital virtual, que é inexistente, mas que basta um banquinho quebrar nos EEUU para alvorotar todo o planeta, com seus dinheiros de mentira...
Abraços!

mescalero disse...

pois é, mas enquanto o sistema capitalista continuar a fornecer produtos de consumo em larga escala as pessoas não vão abdicar desse comodismo, mesmo sabendo o que implica em termos de pobreza mundial, escravatura, desgaste ecológico, etc.

Ana Camarra disse...

Pois se não acabou está definitivamente a agonizar!
No fim da linha, acabou a capacidade de se reinventar a si próprio, não resulta, não é justo, não é humano.
NÃO SERVE!

beijos

Zorze disse...

O capitalismo está se a destruir por dentro. Vai-se destruir com o seu próprio veneno, o capital.

Abraço,
Zorze

SENSEI disse...

Vejam Lenin, Marx, nunca foram tão actuais, para não mencionar mais de uma dúzia de outros grandes pensadores sociais e económicos, como o contemporâneo e grande pensador Michel Chossudovsky.
O Capitalismo está moribundo, urge substitui-lo por um sistema capaz, pois até os Americanos, quando o Capitalismo falha eles entram com atitudes do sistema Socialista/Comunista, nacionalizam para salvar.
A resposta é um sistema mais justo e mais humano, é o sistema COMUNISTA, doa a quem doer, esta é uma realidade cada vez mais presente.
A derradeira luta entre o bem e o mal está à porta, é a luta entre o sistema Capitalista moribundo e auto destruído pela sua própria ganância, regado com tanto sangue inocente e ultrajantes assassinatos, contra o vigoroso sistema Socialista/Comunista, onde o homem inteligente, trabalhador, igualitário e comunitário, é a sua principal causa/efeito.

A REVOLUÇÃO ESTÁ EM MARCHA!

Ouss

Lúcido disse...

Sem querer discutir sequer ideias ou ideologias, o vosso hipocrisismo (para dizer o mínimo) deixa uma pessoa normal agoniada.
E faço já uma ressalva: Tenho o mesmo "respeito" por um comunista (& afins) como por um fascista (& afins). E a política que temos (partidos, políticas e políticos) considero-a mediocre. Não sou de esquerda, não sou de direita. Sou eu.

Hipócritas porquê? Porque usam e abusam de um direito que a democracia (capitalista, como todas, não é?) vos dá que consiste em poderem estar na oposição, ter um partido que vos permita defender as vossas ideias (ainda tem alguém que me explicar porque razão permite a constituição que se defendam regimes sanguinários - que praticaram os maiores crimes contra a humanidade - de esquerda e não os de direita) e fazerem oposição a quem governa mas duvido que aceitassem com naturalidade terem o mesmo destino que os regimes que defendem (e defenderam) dão à oposição!

A isto, no mínimo, chama-se hipocrisia.

ferroadas disse...

Amigo "lúcido"

Suponho que de lúcido nada tem, mas adiante.

Raramente respondo a comentários, para mais quando os mesmos são de anónimos ou nomes fictícios, mas vou abrir uma excepção.

1 – Hipocrisia. Hipócritas são estes governantes que nos mentem à descarada, criam as crises (o capitalismo é mesmo assim) e depois são parvos como tu (permite que te trate assim) e eu que temos de pagar a sua (deles) incompetência.

2 - Regimes sanguinários. Só conheço um (USA) onde mete a pata imperialista, tudo devora à sua volta.

3 – Dúvidas. Só conheci um “governante” (Cavaco) que nunca se enganava e raramente tinha dúvidas, será a este que te referes?

4 – Tenho o mesmo “respeito” (as aspas são tuas) por um comunista que por um fascista. Por acaso sabes o que é um e outro? Para falares assim não sabes.

5 – Liberdade. A mesma que eu tenho para dizer aquilo que penso é a mesma que tu tens.

6 – Para terminar, sugiro-te que leias alguns livros sobre a/as matéria/s, cultiva-te e depois podemos falar de politica

Abraço

lúcido disse...

Caro "ferroadas",

Não sei que livros lês (mas imagino) mas pelos vistos não te ajudam a discutir e argumentar questões concretas. Mas sei que percebeste. "Política... Para depois podermos falar de política"...
Por acaso o meu comentário tinha que ver com política? Percebo que confundas hipocrisia com política, que devem andar bem misturadas em cerebros bem lavadinhos. E ironicamente, essa maneira de não responder (qualquer semelhança com Sócrates, por ex, é mera coincidência...) é típica de um grande "político"! Parabéns.

Apesar de não ser no tipo de livros que leio que se usa este tipo de estrutura narrativa, vamos então lá enfileirar isto "por pontos". Uma espécie de "teste americano", não é? Curioso.

"1 – Hipocrisia. Hipócritas são estes governantes que nos mentem à descarada, criam as crises (o capitalismo é mesmo assim) e depois são parvos como tu (permite que te trate assim) e eu que temos de pagar a sua (deles) incompetência."
Este ponto nem merece comentário, de tão óbvio. Não tem é nada que ver com o meu comentário. Não se gosta de alhos, responde-se com bugalhos. Adiante.

"2 - Regimes sanguinários. Só conheço um (USA) onde mete a pata imperialista, tudo devora à sua volta."
Claro. Devorou um futuro radioso à europa ocidental que o esplendoroso Estalinismo nos reservava a todos, com esse notável humanista ao leme. O que eu perdi...

"3 – Dúvidas. Só conheci um “governante” (Cavaco) que nunca se enganava e raramente tinha dúvidas, será a este que te referes?"
Fiz um "search" e não encontrei nada nos comentários com "Dúvidas"... Não sei donde veio este.

"4 – Tenho o mesmo “respeito” (as aspas são tuas) por um comunista que por um fascista. Por acaso sabes o que é um e outro? Para falares assim não sabes."
Então passo a explicar melhor: Entre viver num regime fascista e num comunista, venha o diabo escolher.

"5 – Liberdade. A mesma que eu tenho para dizer aquilo que penso é a mesma que tu tens."
Precisamente, mas ficaste a meio: Se temos essa liberdade é por vivermos num regime democrático e capitalista (que vem por acréscimo inevitavelmente). E neste meu regime, aceito bem viver na oposição contra quem governa. O que se espera de quem não é hipócrita e defenda um regime comunista (e seus derivados) é aceitar com a mesma naturalidade o destino que era dado nesses mesmos regimes às oposições. É engraçado como os extremos se tocam, da direita à esquerda... Tanto em comum.

E como isto apenas serviu para clarificar "uns pontos" de forma directa (bem sei, não é nada político), vou igualmente "por pontos" (à P. Portas, mas pronto) explicar (e nalguns casos, pedir ajuda) o que em dois parágrafos, aparentemente, pareceu confuso:

1 - Quanto à hipocrisia, e era apenas esse o tema do comentário (e não a política e ideologia, qual cassete em piloto automático), creio ter ficado clarificado na resposta ao "ponto 5".

2 - Já que a vesguice aqui, pelos vistos, aponta só para um lado, uma ajudinha com visão panorâmica. E que tal para regimes sanguinários (e não é figura de estilo, estou a ser literal): Comunismo em vários sabores - Estaline e Mao; Albânia e Vietcongs; Ceausesco e Kim johng Il, etc e etc... Desejo-vos do fundo do coração o mesmo tratamento que tiveram os opositores desses regimes.
E agora, para me poderem "cultivar" um pouco:

3 - Pergunta: Indiquem-me, por favor, uma democracia que não seja capitalista.

4 - Pergunta: Indiquem-me, por favor, um regime comunista democrático.

5 - Pergunta: Indiquem-me, por favor, um regime comunista dos conhecidos, que fosse melhor do que o que temos. Que gostassem que fosse o nosso. Sim, porque eu gostava de houvir sem hipocrisias da vossa boca (não da tua, caro "ferroadas", mas das "deles", os timoneiros) o que fariam a mim e à minha família.
Porque seriamos oposição. Aquela que gostam de ser no meu regime mas que não permitiriam no vosso. Pelo menos os fascistas são mais honestos e corajosos: sabemos logo ao que vão. E mais estúpidos, concordo.

6 - E para acabar, não sei se te referias a "cultivar-me" com algum tipo de livro sobre agricultura para uma qualquer neo-reforma-agrária que amanhâ cantará mas posso-te dizer uma coisita: mal comparado, gosto de política como de futebol. Têm pontos em comum, sabes? Gosto do futebol pelo jogo, a técnica, a táctica e é lúdico. Mas abomino os fanáticos dos clubes, que irracionalmente e muitas vezes cobardemente em bando agem como animais. Abomino gente acéfala que, de braços e mãos erguidas em histeria numa assembleia de clube, leva em ombros um qualquer Vale e Azevedo. Abomino gente ignorante que vê no jornal do clube algo mais que um meio de propaganda acrítica. Abomino gente intolerante que vê um seu jogador saír para o rival, tratando-o como um traidor. E quando não gosto, vou-me embora ou mudo de canal.
É só traçar o paralelismo com a política e certamente as semelhanças arrepiam. Só falta mesmo é um dia destes termos os jogadores todos com o mesmo salário e os resultados serem todos determinados administrativamente, por uma entidade tutelar que velaria pelo destino do jogo. A bem do nosso espírito, claro.

Uns bancos-capitalistas-ultra-liberais vão à falência por ganância e má gestão de alguns e é o fim do capitalismo. A seguir, hão-de vir uns criminosos que matam e roubam e pedem o fim da democracia, não é? Sempre foi.

Esta "história" já é conhecida. Infelizmente, parece ainda haver muita gente que só lê o jornal do clube...

Abraço

ferroadas disse...

O capitalismo está podre, onde a corrupção domina é o que acontece, até os ultra-conservadores Bush e companhia tiveram de "nacionalizar" a banca falida, até o liberal Luxemburgo o teve de fazer, para não falar na Bélgica, França e Holanda, o capitalismo sufocou, está a agonizar.

Quem te disse que defendo o comunismo de Staline, Mao, ou outros filhos de puta parecidos, deves perceber pouco disto.

Para mim tanto assassinos são estes como os USA's vs CIA.

Já agora, como defines a palavra democracia?

Será que se resume a poderes mandares bitaites, e colocar o voto quando te pedem?

Não amigo, democracia é muito mais que isso, democracia é: GOVERNO DO POVO, PARA O POVO, COM O POVO. A mesma deriva de várias palavras gregas , Demo.....Cracia

Achas que este governo (estes governos neo-liberais) o fazem? Achas que estes tipos governam para mim, para ti (caso não sejas capitalista) ou para os 2 milhões de pobres, para os 450 mil desempregados, para os precários, para aqueles que ganham o salário mínimo, etc. ???

Penso que não.

Abraço