a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

10 de setembro de 2008

CENSURA NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE FARO

Reliable photo sharing!
Tenho afirmado várias vezes que a auto-censura é mais tenebrosa que a censura imposta por um qualquer regime político ditatorial.

O insólito aconteceu na Biblioteca Municipal de Faro. A chefe de divisão da referida autarquia Sr.(a) Salomé Horta, deu indicações para “filtrarem” eu diria CENSURAREM alguns sites ditos incómodos.

Gostaria de perguntar à senhora o seguinte:
Quem a autorizou
Que critérios utilizou
Como define a forma de “filtragem”

Enfim toda uma série de questões que quer eu, quer de certeza os utilizadores do espaço PÚBLICO em causa, gostariam de ver esclarecidos.

Pensava eu (como sou ingénuo) que a maldita censura tinha acabado, que a bufaria tinha sido extinguida para sempre do meu país, que este tipo de gente não existia mais, que os caciques, os lambe botas e quejandos tinham sido postos na rua, mas afinal estou enganado.

Que merda de gente é esta.

De caciques e de bufos
Mandei fazer um sacrário
Para por no travesseiro
Dum cura reaccionário
-
Não sei quem seja de acordo
Como vamos terminar
Vinho velho vinho novo
Viva o Poder Popular
In-Zeca Afonso

6 comentários:

alex campos disse...

Um de muitos casos, infelismente.
Eles ainda aí estão.

um abração,

Ana Camarra disse...

Ferroadas

O pior é que essas coisas tendem a ser cada vez mais comuns e a serem aceites com uma placidez bovina.
Inquietante.
Começa sempre com pequeninas coisas, aparentemente inoquas, depois cresce e toma tudo.
Será que não se aprende nada com a história?

beijo

SENSEI disse...

Porra pá, só a mim é que ainda nunca me disseram que a este ou aquele site, sítio ou livro eu não podería ir ou ler, se fosse à biblioteca de Faro e, essa gaja me dissesse isso, garanto que a cabeça da senhora faria uma busca interna na CPU.
É que estas bestas só aprendem quando começarem a levar na cornadura, mas à séria.
Eu cá por mim acho que a Sra. Salomé Horta anda é a precisar de uma "Bratwurst" bem grande e grossa para lhe passar os calores fascistas.

Para ti Camarada Ferroadas um grande abraço, respeitosamente,

Ouss

Anónimo disse...

Concordo que a censura é intolerável mum regime democrático. Mas, a democracia também tem regras de cidadania ; de saber estar e de saber relacionar com as pessoas numa sociedade plural. Não sei qual foi a razão da atitude da Srª (se foi por indisciplina) para que houvesse um impedimento tão grande à livre expressão de um utente. Todos nós sabemos que num Mundo cada vez mais globalizado, sem fronteiras (e na Net com mais facilidade)violento e criminal é preciso defender a LIBERDADE em detrimento da libertinagem e da rasquice que infelizmente se vai instalando nas nossas sociedades. Porque a vida nos dá exemplos reais não virtuais de SITES INCÓMODOS e cada vez MAIS PROCURADOS (com mais tristeza por cidadãos em formação) que fomentam o terrorismo, a pedofilia, a pornografia, a violência doméstica, as chantagens e outras misérias de uma SOCIEDADE CONSUMISTA que já vai dando sinais de DECADÊNCIA.A razão da atitude da Srª provavelmente enquadrou-se nesta preocupação social que nós cidadãos conscientes devemos ter e ainda com mais veemência num SERVIÇO PÚBLICO como a BIBLIOTECA MUNICIPAL.
Parafraseando António Aleixo a vida só vai ser melhor do que até aqui - quando os comportamentos humanos também forem melhores.

Obrigado pela atenção.

Ludo Rex disse...

isto é grave muito grave. Não sei onde vamos chegar... Abraço

poesianopopular disse...

Foi assim que o Oliveira começou, hoje aquí, amanhã ali,e depois foram 5o anos de bico calado.