a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

9 de junho de 2010

É PROÍBIDO SAIAS CURTAS

Imagem exclusiva das alunas na Escola Secundária Dr. Jorge Correia de Tavira (Algarve), hoje quando se preparavam para entrar na escola
Uma ordem de serviço emanada da direcção da escola, proíbe a partir de hoje as alunas de usarem saias curtas e os rapazes havaianas. 

Recordo-me no tempo do fascismo as raparigas ficarem separadas dos rapazes, as saias não poderem exceder o joelho e entre outras parvoíces a obrigatoriedade de rezar antes e depois das aulas.   

Em pleno sec. XXI uma parvoíce idêntica roça o ridículo e ficamos pasmados com tamanha estupidez.

Que tem a ver a farpela de cada um com o ensino?

Só falta obrigar as estudantes irem de burca e de preferência descalças, na entrada das escolas colocarem-lhes cintos de castidade. 
  
Onde chega o puritanismo, pensava eu (que ingénuo sou) que os traumas do antigamente já tinham desaparecido, afinal a semente maligna continua por ai.

3 comentários:

Marreta disse...

Estou contra, obviamente, apesar de não gostar da moda das havaianas (na minha terra chinelos).

Saudações do Marreta.

Pata Negra disse...

Então e se não usarem saias e forma de cuecas, estarão a transgredir alguma norma do regulamento interno?

ferroadas disse...

O que me parece que está em causa é o puritanismo da "coisa", se calhar não proíbem, navalhas, facas de mato, G3, cocaína, etc..

A proibição desta e de outras porras parecidas é o puro salazarismo a voltar.

Para compor o ramalhete ensinem às jovens croché, lavores, ponto-cruz, etc., e aos rapazes a saudação nazi da mocidade portuguesa, andarem de cinto com a fivela "S", cortarem o cabelo à inglesa-curta, não se masturbarem, etc..

Abraço