a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

22 de novembro de 2010

CIMEIRA (3)


O Sr. Flores,  paisano aposentado, comentador de TV, autarca, escritor, articulista e ferrenho activista de touros de morte, veio descarregar a sua cólera, escrevendo num pasquim do burgo as seguintes tiradas acerca da "segurança" em torno da cimeira da guerra. 

".... mas de vadios destruindo carros e estabelecimentos, incendiando autocarros, arrasando os espaços públicos em defesa da paz. Queixaram-se alguns, que as autoridades expulsaram do país, que tinha-mos uma "polícia brusca". 

E acrescenta
"Ouvi um deputado do Bloco de Esquerda, grande protector de causas ditas nobres incluindo terroristas, basta lembrar-nos das suas posições sobre a ETA, a lamentar-se de que a polícia não dava liberdade aos pacifistas. Eu corrijo. Não deu liberdade a vadios. E fez bem."

E mais adiante

" Portugal mostrou-se ao Mundo como um país seguro. Uma imagem definitiva que permite pensar que mais turistas e divisas ficarão curiosos para nos visitar. E esperamos que veja gente decente claro. Vadios, não."

Para o Sr. Flores, ser LIVRE e manifestar essa liberdade é ser vadio. Para o Sr. Flores reprimir, acorrentar, prender, insultar, impedir, etc., é correcto. Pois bem,  vindo de quem vem, provavelmente habituado a estes predicados quando exercia a "profissão", não me admira,  o que me admira, é sim, a tremenda falta de censo com que o faz e diz.      

VER AQUI

4 comentários:

Kapikua disse...

O facto do Flores ter ido aquele programa da Júlia Pinheiro em que falava com mortos diz tudo sobre ele...

Grande abraço

Pata Negra disse...

Eu admiro este Flores porque ele é especialista em tudo! Eu gosto da nossa TV porque quando quer entrevistar alguém acerca de alguma coisa, lembara-se logo do Flores!
Até eu já estou assim: quando alguém me pergunta alguma coisa e não me apetece responder - o tempo para hoje, como se curam a hemerróidas, pelo quebra nozes - eu respondo:
- Olha! Telefona ao Moita Flores!

Um abraço vadio

ferroadas disse...

Pata Negra
Efectivamente assim é, no meu burgo existe uma loja de chinocas que é mais ou menos assim, quando alguém necessita de algo que não encontra a malta diz: Vai ao chinês que ele tem. E não é que tem mesmo!!!!!

Em relação a este triste traste, rivaliza com o Marcelo (não te enganes este é filho de fascista), sabem tudo, de tudo e de todos, são as chamadas enciclopédias para parvo ver, e não é que a maltinha acredita?

Abraço

Kapikua disse...

não se estão a esquecer do Rogeiro?