a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

27 de dezembro de 2010

OS ASSASSINOS DE RENAS


Nas longínquas e frias Finlândia e Suécia, onde, segundo alguns, serve (ou serviria) de "modelo" para o restante planeta,  praticam-se actos verdadeiramente obscenos, cruéis e porque não desumanos em relação a animais, concretamente às Renas, sim, esses animaizinhos que aparecem em tudo o que é postal de Natal e que nos transmitem uma sensação de "paz" e "amor". 

Pois bem, por aquelas paragens as ditas (Renas) cuja carne é bastante apreciada, são assassinadas com um tiro estrategicamente dado para não as matar instantaneamente, mas sim para as fazer morrer em angustiante sofrimento (dizem os entendidos na matéria que assim a carne fica mais saborosa) até serem levadas para o matadouro, entre o cobarde tiro e a chegada ao destino ( que pode levar muitas horas) as pobres das Renas vão-se mutilando umas às outras em agonia e pânico. 

Há pensavam que era só por cá, desenganem-se, este mundo está infestado de crueldade gratuita, e se pelo burgo se maltratam animais, comparando com o que se passa noutras latitudes, ao pé deles somos anjinhos de altar. 

Resta-me perguntar:
Que merda de gente é esta.
   

Sem comentários: