a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

16 de fevereiro de 2011

O REGABOFE CONTINUA - PARTE-8

 
Fernando Pinho (TAP) - 1.150,00 €/dia (*)
Faria de Oliveira (CGD) - 1.016,00 €/dia (*)
Guilherme Costa (RTP) - 685,00 €/dia (*)
Almerindo Marques (Estrada de Portugal) - 442,44 €/dia (*)
(*) - Dados referentes a 2009. Excluindo prémios e outras benesses

Enquanto esta gente aufere salários absolutamente pornográficos e desfasados da realidade portuguesa, outros, os da lista abaixo passam fome. 

Pensionista regime geral - 8,06 €/dia
Pensionista regime geral pensão mínima - 6,30 €/dia

É no "Portugal" de cima que Sócrates e seus acólitos seguidores vivem, o mundo deles é este, altos salários, altíssimas mordomias, carros de luxo, enfim, boa vida. Este sim, é o Portugal moderno e tecnologicamente avançado no pensamento dos governantes.

No "Portugal" de baixo, é, esta sim a realidade. Um Portugal de famintos e de miséria a que todos viram as costas. Saberão os governantes que ainda existem portugueses sem luz eléctrica ou água canalizada?, Que existem locais (aldeias) sem acessos asfaltados e quando chega inverno é quase impossível lá chegar?, Que o trabalho infantil é uma realidade, onde "patrões" sem escrúpulos exploram a seu belo prazer?, Que existe cerca de um milhão de portugueses/as sem médico de família?, etc..

Ultimamente outra realidade veio à tona, não que o Povo não a soubesse mas andava escondida, censurada até, refiro-me ao abandono e solidão dos nossos idosos. Que país é este que tal permite? Que raio de gente somos que deixamos os nossos pais e avós deixados à sua sorte? Que porra de sociedade é esta que não apoia e acarinha aqueles que criaram riqueza e que ajudaram a construir o país,  morrendo como animais sarnosos, sem a dignidade que todos os seres humanos merecem. 

Que gente é esta apenas preocupada na aparência, no supérfluo, no "o meu fato é mais bonito que o teu", ou "a minha moção de censura é mais objectiva que a tua", ou ainda "a minha festa foi maior que a tua", etc.. E o Povo? quem lhe acode.

Governo Popular precisa-se urgentemente.

Nota
As empresas acima mencionadas são NOSSAS, são pagas com o nosso dinheiro, por isso a escândalo ainda é mais grave.

1 comentário:

Zé Marreta disse...

As empresas serão teoricamente nossas, mas na prática são deles e para eles. Pior do que tudo, é que o povo contempla passivo e submisso estes autênticos crimes.

Saudações do Zé Marreta.