a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

29 de abril de 2011

PORQUE O FASCISMO EXISTIU EM PORTUGAL


Passou recentemente na RTP-1 um documentário sobre o Campo de Concentração do Tarrafal. Muitos patriotas portugueses, angolanos, guineenses, moçambicanos e são-tomenses, ali sofreram as sevícias do nazi-fascismo de Salazar/Caetano, alguns morreram ou foram assassinados. Entre estes, figuram estes dois Homens, Anarquistas e lutadores pela liberdade do seu Povo, Mário Castelhano e Arnaldo Simões Januário.  Para os branqueadores do fascismo vs salazarismo vs caetanismo, a luta e a coragem destes homens e mulheres, não existiu. Hoje, mais do que nunca, o exemplo destes combatentes pela Liberdade, merece de todos a nossa homenagem. Para que nunca se esqueça. 

1 comentário:

Anónimo disse...

A existencia de campos de concentraçao nao e sinonimo de fascismo. Se assim fosse o fascismo teria existido em praticamente todo o mundo. Paises insuspeitos como França ou EUA tiveram-nos quando havia o Tarrafal, para ja nem falar das centens de campos de concentraçao que havia na Uniao Sovietica no tempo de Estaline e que resistiram ate 1989. Alias foi ai que a gestapo, em parceria com a NKVD (policia politica comunista sovietica), foi buscar inspiraçao para os campos onde matou milhoes de judeus...