a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

9 de setembro de 2011

PASSOS COELHO O PRIVATIZADOR


Depois da EDP, GALP, PT, REN e CP-Carga, seguindo-se a curto prazo a TAP, RTP, CTT, ÁGUAS DE PORTUGAL, este governo prepara-se para, tal como tenho vindo a dizer, privatizar a Segurança Social e lá mais para a frente o SNS. Todos os indicadores apontam para isso. 

Os cortes cegos, nomeadamente nos direitos constitucionais dos portugueses, a visão economicista e demagoga desses mesmos direitos, fazem prever num futuro próximo a desaparecimento prematuro de milhares de portugueses, impedidos de ter acesso a cuidados de saúde e medicamentos. Na educação, com os cortes anunciados, o fecho de escolas e a diminuição de professores, tudo isto aliado a uma sofredora e paupérrima situação económica das famílias, levara inevitavelmente ao abandono escolar. 

Em ambas as situações regrediremos aos anos cinquenta, onde só os ricos tinham acesso a ambas.

Parafraseando José Saramago, «Privatize-se tudo, privatize-se o mar e o céu, privatize-se a água e o ar, privatize-se a justiça e a lei, privatize-se a nuvem que passa, privatize-se o sonho, sobretudo se for diurno e de olhos abertos. E finalmente, para florão e remate de tanto privatizar, privatizem-se os Estados, entregue-se por uma vez a exploração deles a empresas privadas, mediante concurso internacional. Aí se encontra a salvação do mundo... e, já agora, privatize-se também a puta que os pariu a todos.»

1 comentário:

Pata Negra disse...

Existem muitos outros nomes que devemos chamar a Passos Coelho mas que não vou chamar aqui!
Talvez o anúncio pudesse ser:
"Vende-se terreno à beira mar bom para explorar mão de obra. Inclui escravos no preço da venda"
Belo desabafo o de José Saramago! E, já agora, porque não comprarmos os serviços das mães deles!?
Um abraço amigo