a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

13 de dezembro de 2011

AGÊNCIA FUNERÁRIA MACEDO


Este governo está mesmo empenhado em matar milhares de portugueses, quer à fome, quer com falta de cuidados médicos. 

O ministro da (falta) de saúde, tem vindo a anunciar vários aumentos quer nas taxas moderadoras das urgências hospitalares e nos centros de saúde, aumentos esses de mais de 50%. Hoje vem com mais uma aberração ao aumentar para mais do triplo os preços das consultas de especialidade, que eram de € 3,10, para uns impensáveis € 10.  

Não tenhamos dúvidas, esta gente quer a curto prazo encurtar a população, ou seja, passa-la para valores dos anos quarenta. 

Dentro de um curto prazo de tempo (cinco/dez anos) os cuidados de saúde tal como os conhecemos hoje serão uma miragem, não sei até se haverá locais (digo cemitérios) para enterrar tanta gente. Ou será que o ministro e seus capangas estarão a pensar em se dedicar ao negócio próspero dos funerais?

Empobrecer o povo, humilha-lo, verga-lo, é apanágio dos ditadores. Hoje vivemos em Portugal uma pseudo-democracia, onde os direitos constitucionais são ignorados, onde as polícias perseguem e atacam cidadãos, onde as escutas telefónicas fazem lembrar outros tempos, onde, enfim, os direitos mais básicos do Povo são substituídos pela repressão e o medo.

Sem comentários: