a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

24 de abril de 2012

A TOLERÂNCIA DE UM ZERO

Não, esta imagem não foi retirada da António Maria Cardoso no dia 25 de Abril de 1974, mas poderia ter sido.

Este gajo a quem o sistema actual deu todo o poder de reprimir, humilhar e bater em tudo o que mexe, vem afirmar que amanhã (25 de Abril) a tolerância é ZERO. Pergunto: tolerância de quê, onde, com quem, para quem, etc.. 

Segundo o dicionário da Porto Editora, a palavra tolerância quererá dizer - 
   - Condescendência ou indulgência para com aquilo que não se quer ou não se pode impedir.
- Boa disposição dos que ouvem com paciência opiniões opostas às suas.
- Faculdade ou aptidão que o organismo dos doentes apresenta para suportar certos medicamentos.
 
Será que o eunuco saberá o significado da palavra? Duvido

O sistema necessita de ter estes testas-de-ferro para darem a cara em situações da sua insegurança, da sua incapacidade de dialogar, da sua incompetência. 

Todos sabemos a quem o gajo se quer referir, mas ao fazê-lo, está a ofender todo um POVO, para além, mais grave ainda, está a amedronta-lo, a incutir-lhe medo, aliás, bem ao estilo  dos seus antecessores fascistas. 
 
Amanhã comemoram-se TRINTA E OITO ANOS sobre o derrube do mais odioso sistema político conhecido, nunca imaginei que passados todos estes anos o meu país, o nosso país, ainda houvesse "gente" desta. 
 
VIVA O 25 DE ABRIL
VIVA A LIBERDADE
VIVA A REVOLUÇÃO    

Sem comentários: