a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

4 de maio de 2012

O ESCROQUE


Este personagem que acode por Paulo Rangel como político é um facho como homem é uma besta. Ontem, num programa televisivo, o dito, defendeu até à exaustão com aquela fanatismo fascisoide que se lhe reconhece, que achou muito bem a vigarice do Alexandre Santos (Pingo-Doce)  que as pessoas são "livres" (sic) de fazerem o que entenderem  e se tivesses tempo também aproveitava as "promoções".

Seguidamente, uma companheira de "painel" Joana Amaral Dias pôs-lhe a seguinte questão: - "E se o Pingo-Doce entendesse abrir e fazer uma promoção idêntica no dia de Natal?"

Resposta do traste: "Nesse caso, era completamente contra..."

Olhe sr. Rangel, o senhor é um grandíssimo SACANA. (e estou a ser benévolo)

Que raio de coerência, já se sabia que a maioria dos políticos e afins eram uns pulhas, uns troca-tintas, uns aldrabões, enfim, uns enormes sacanas, mas o senhor ultrapassa os seus colegas a grande velocidade, provavelmente será de um tiquezinho fascista que lhe ficou e que abomina tudo o que mexe à esquerda, à verdade e à justiça.  

Sem comentários: