a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

30 de outubro de 2012

PREPAREM-SE, VEM AÍ O GOLPE DE ESTADO ULTRA-LIBERAL

Passos Coelho vai convidar José Seguro para em conjunto encontrarem formas de, segundo Passos Coelho, evitar um segundo resgate a Portugal. Para tal e em lugar primeiro estão os "cortes" no sistema social, incidindo nos mesmos fundamentalmente no SNS (Serviço Nacional de Saúde).

Gaspar e o homem da Médis já deram o lamiré, alguns comentadores do sistema também, ou seja, para esta escumalha não chega o aumento (roubo) desmesurado dos impostos e taxas, agora querem um "consenso" alargado em matéria de alterar todo o SNS, para o fazer têm de alterar a constituição. 

E é aqui que a bandidagem se prepara para fazer um golpe de estado ultra-liberal ou seja, dar o golpe final em TUDO o que foram as nossas conquistas que Abril nos proporcionou.

Seguro é um líder inseguro a roçar a burrice, Passos sabe-o e quer aproveitar-se disso, as amarras que ambos seguram ao barco da Troika faz com que se lixem para o POVO, as palavras que o primeiro produz em relação à defesa do SNS são areia para os nossos olhos, pois sabe que tem a todo o custo de "segurar" o eleitorado "classe média", sabe também que não faria diferente de Passos caso fosse primeiro ministro, sabe finalmente que o "partido" está dividido como nunca esteve e tenta "segura-lo".

Tenho receio que Seguro se deixe levar na conversa, prevejo nos próximos meses uma enorme pressão sobre ele e isso é muito mau, Seguro já nos mostrou uma enorme intranquilidade quando sobre pressão, não sabe lidar com ela, neste particular Passos segue-lhe os passos.

Não me admirava nada que a curto prazo (lá para Abril/Maio) e depois de verificarem que as metas não foram cumpridas,  Cavaco venha a terreiro "obrigar" Passos a uma remodelação e Seguro tenha cadeira garantida na mesma.

Enquanto isso, toda a nossa atenção é pouca para evitar que Seguro se deixe seduzir pelas luzes da ribalta de S.Bento.

Temos de evitar a todo o custo que o último bastião da nossa LIBERDADE seja rasgado.

Sem comentários: