a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

9 de novembro de 2012

ISABEL JONET, ESTÁ CHONET

Pois é, ou a Isabel Jonet está doida ou então disfarça muito bem. Dizer que os portugueses estão mal habituados e que viveram acima das suas possibilidades (onde é que já ouvimos isto), que os mais velhos antigamente enxaguavam os dentes depois da lavagem  num copo e agora fazem-no de torneira aberta, que "temos" de comer menos bife, e outras parvoeiras quejandas, dizem tudo sobre esta tipa que de certeza sempre lavou os dentes de torneira aberta e sempre comeu bifes à fartazana. 

Mas o que me fez passar dos carretos foi aquela de que os gregos (tinha de ser) passam fome e estão na miséria, nada que se compare com o que se passa no rectângulo, por cá os portugueses estão de barriga cheia e vivem no melhor dos paraísos.

O responsável pelo marting do governo não pode estar mais deprimido, de repente, (ou talvez não) apareceu-lhe uma Jonet a tentar intrometer-se no seu trabalho, ainda por cima com tempo de antena de borla. 

É o sistema a funcionar em pleno, não me admirava muito se dentro de pouco tempo, esta sinistra personagem não estiver num qualquer gabinete de uma qualquer secretaria de estado. 

Já agora, quem foram as cavalgaduras da Assembleia da Republica que lhe atribuíram o prémio "Direitos Humanos 2005". 

1 comentário:

Pata Negra disse...

É um mau presságio ver o crescente atrevimento dos ricos a falar assim dos pobres - significa que estão convencidos que se iniciou um longo ciclo histórico em que não serão beliscados! Camarada e amigo Ferroadas, fazer frente a esta gente não é fácil, valha-nos a certeza de que, pelo menos nós e mais tantos, não desistiremos nem que para isso tenhamos de nos esconder nas catacumbas da resistência.
Um abraço e vivam os pobres que não se conformam