a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

14 de maio de 2013

PASSOS COELHO, ENFIM.......

Passos Coelho é mentiroso "Se formos Governo, posso garantir que não será necessário despedir pessoas nem cortar mais salários para sanear o sistema português", aldrabão "Já ouvi dizer que o PSD quer acabar com o 13.º mês, mas nós nunca falámos disso e é um disparate", troca-tintas a austeridade não pode incidir sempre no aumento de impostos e no corte de rendimento", para além de um grandíssimo sacana "Vamos ter de cortar em gorduras e de poupar, o Estado vai ter de fazer austeridade, basta de aplicá-la só aos cidadãos".
Manda emigrar o seu povo, nomeadamente os jovens, em vez de encontrar soluções para solucionar o flagelo do desemprego a que suas políticas de FOME e MISÉRIA nos enviou.
Prefere o beija-mão subserviente a Merkel que encarar o seu Povo com coragem, dizer-lhe a verdade e falar para ele.
Prefere manter e acentuar políticas destrutivas da economia que inevitavelmente gerem desemprego, que encontrar soluções junto dos trabalhadores e empregadores.
Mantém um discurso para burguesia ouvir, incongruente e sem nexo. Não consegue (não sabe) falar uma linguagem simples e objetiva que todos percebamos, o que denota falta de preparação para o cargo.   
Passos Coelho também é incompetente e cobarde, para além de subserviente ao poder do capital. Prefere ter e manter o seu povo a morrer de fome, a encontrar soluções objetivas. Refugia-se em Gaspar, outro subserviente, para aplicar as suas medidas impopulares, mantém a ideia que dentro da coligação existe coesão e unidade, coisa que Portas e seus muchachos desmentem amiúde, quer a todo o custo fazer transparecer que é um tipo sério e que leva as coisas a condizer, quer também ser um homem de “Estado”, sempre aprumado e com aquele ar de menino-bem que não parte um prato. Passos Coelho, não passa isso sim de um HIPÓCRITA.
Passos Coelho, todos o sabemos, anda a reboque de Merkel, ela diz “mata” ele diz “esfola”, não tem capacidade para lhe fazer frente e impor-se, para lhe dizer que Portugal é dos portugueses, não dos seus caprichos coloniais e colonialistas.
Passos Coelho quer transformar Portugal no Bangladesh da Europa, mão-de-obra barata e submissa, fome e miséria.
Passos Coelho é o pior governante que Portugal alguma vez teve, nunca nenhum outro submeteu o seu povo a tantas privações, apenas Salazar se lhe compara.
Passos Coelho, tenta aos poucos, implementar a sua ideologia de direita e pró-capitalista ao país, seus ministros seguem-no cegamente, não se importando minimamente com o seu Povo e suas carências. Para eles não passamos de números e de carne para canhão, onde apenas a servidão é lei.
Tudo isto para dizer que Passos Coelho não presta, não merece um mínimo de consideração, é um obscuro e cinzento primeiro-ministro, bem ao jeito do inquilino de Belém, outro igual.
Se não abrir-mos a pestana, caminhamos a passos largos para o abismo, recuaremos, sem margem para dúvida, aos anos trinta, onde os poderosos se serviam dos servos a seu belo prazer, onde a subserviência de quem produz e cria riqueza, se submetia à escravidão, à caridade, à migalha ao fim do dia, à missa ao domingo de manhã e do futebol à tarde.
Levanta-te POVO.   

Sem comentários: