a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

15 de janeiro de 2015

A MORTE ESCUSADA



A morte de doente na urgência era inevitável, diz relatório do Conselho de Administração do Hospital Garcia de Orta.
"Um homem com cerca de 60 anos, que recebeu uma pulseira amarela na triagem, morreu no dia 11 de Janeiro no serviço de urgência do Garcia de Orta depois de ter estado três horas à espera de atendimento médico"

Pergunta-se:
Se o doente estava assim tão grave (MORTE INEVITÁVEL) porquê a pulseira amarela?

Uma coisa sabemos - a começar pelo ministro da Médis e a terminar nestes incompetentes, a MORTE SAIU HÁ RUA, neste Portugal a que eles chamam de democrático.
"....quero lá saber, nem conheço o homem de lado nenhum......"
"....quero lá saber, até tenho seguro de saúde, bem carote por sinal....."
".... quero lá saber, se o tipo estava assim tão doente é menos um....."

Sem comentários: