a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista
a desobediência é a verdadeira base da liberdade, os obedientes são necessariamente escravos

31 de outubro de 2007

DIA MUNDIAL DA POUPANÇA

Como querem estes sr’s que o pessoal poupe, se o que recebe, (se recebe) mal dá para pagar as contas em cada mês.

Como querem que o pessoal poupe, se os salários não acompanham a inflação, logo, perde poder de compra, logo, de poupança.

Como querem que o pessoal poupe, se (a maioria de nós) metade do salário é para a prestação da barraca, ficando o restante para aldrabar a barriga e pouco mais.

Há gente que pode poupar (principalmente em viagens à estranja, carros de luxo, vivendas com piscina, etc.), gestores públicos, gerentes bancários, administradores, tudo gente que vive à custa dos que verdadeiramente vergam a mola, dos que se levantam às 5 da matina, chegam a casa às 9 da noite, fartos dos “excelentes” transportes públicos, de aturar chefes incompetentes, de comer em pé, eu sei lá que mais.

Sim amigos, para os primeiros a poupança é visível, para os segundos poupar aonde?

Para a banca capitalista, quanto mais dinheiro os incautos lá depositarem, mais eles têm para vender ao povo, os lucros destes exploradores são sobejamente conhecidos de todos, à nossa custa vão enchendo o burnal com a conivência destes governantes corruptos e de meia tigela.

É o capitalismo sem vergonha.

Já agora, a DECO (Associação Portuguesa para a Defesa dos Consumidores) em vez de tomar iniciativas junto do governo para dizer a esses sr.’s que as políticas económicas e sociais estão mal, não senhor, prefere fazer campanhas de “sensibilização” como por ex. «Bons conselhos DECO para gerir o seu dinheiro», como se os portugueses fossem uns atrasados mentais.

Palavras para quê, são uns artistas e comem todos do mesmo saco.

3 comentários:

Luis Lopes disse...

Só se poupar na alimentação, no vestir e no calçar. Poupar dinheiro só para comprar o jornal ao domingo.

Paulo disse...

Caro Dias:

Subscrevo quase inteiramente os posts que nos brinda aqui no ferroadas.
- Como você, também acho imoral o que se gasta numa guerra com tanta miséria no mundo. Não falo da miséria que assola os adultos, mas sim da que assola as crianças do nosso planeta (afinal são os únicos verdadeiramente desprotegidos). Sobre as crianças, ninguém as pode acusar de serem mendigas porque o querem ser.
- Como você também acho imoral o que a religião por vezes apregoa (e aqui incluo a católica, a muçulmana e quase todas as outras). Neste caso de imoralidade, não incluo as construções em Fátima: sempre é melhor o dinheiro ficar cá do que ir para o Vaticano.
- Como você também acho que os verdadeiros políticos estão a desaparecer: no PS, PSD e CDS está tudo igual (ou seja, a mesma m.... de sempre). O Louçã tanto está bem como está mal. O Jerónimo vai de mal a pior (a caça às bruxas no PCP é um método Estalinista e se se fala em renovação ela devia começar nos membros do comité) que o PCP não devia seguir.
- A economia, meu Deus, está entrgue à bicharada das multinacionais.

Mas não devemos esquecer aqueles que em nome dos princípios estão a ficar diferentes: Chavez com a caça à comunicação social está a mostrar aquilo que realmente é.

Enfim, talvez um dia apareça um Messias.

Dias disse...

Obrigado pelas sua palavras, o "ferroadas" é um blog aberto e para debate.

Apreciando a actuação dos partidos e seus chefes, pouco tenho a acrescentar ao que o amigo disse, a não ser umas pequenas apreciações meramente pessoais.

Ao Bloco de Esquerda eu chamo-lhe a esquerda "coquete", ou, como alguém disse, a esquerda "caviar", ou seja a esquerda dos filhos dos ricos, que come bem, bebe melhor, vive em boas casas, passa férias na estranja, etc.

Quanto ao PSD, é um ninho de vespas, tem bons quadros, bons gestores, mas não governam para o povo, para além dos barões que não passam de delfins do marcelismo de antanho.

O CDS é um grupo de amigos e amigas do get-set mais retrógado e fascizante, que querem protagonismo a qualquer custo e aparecer nas revistas da especialidade.

O PS é um grupo de inimigos que não se gramam uns aos outros, não tem quadros com capacidade para governar (por isso têm de recorrer a "independentes") logo, as políticas desastradas que praticam.

O PCP é o único que não engana, é aquilo e mais nada. Tem bons quadros e óptimos políticos.

Em relação às "pugas" estalinistas no PCP, quero recordar ao amigo que quem é convidado para deputado, autarca ou outro cargo público, já sabe de antemão as regras e condições. Quem quer, quer, quem não quer não aceita. Tão simples como isto. A sr'a de Santarém assim como o sr. da M.Grande e outros, sabiam à muito as regras, a meio dos mandatos quizeram quebra-las. Sendo assim...

Aliás "purgas" também as há noutros partidos (veja os casos do Santana recentemente) do Portas, etc.

Quanto ao Hugo Chaves, se em Portugal houvesse um canal de TV que não fosse português na sua totalidade (a TVI por expl.) cuja empresa fosse financiada pelos USA's vs CIA e que estivesse ao serviço não da informação isenta e rigorosa, mas sim de interesses pouco claros, o que o estado português fazia? se os governantes os tivessem no sítio (como Chaves os tem) pura e simplesmente mandava-a encerrar.

Não se enqueça que o petróleo Venezuelano (o 5º maior produtor mundial) era na sua totalidade exportado para os USA's, ficando o estado Venezuelano com 5%.
Chegou-se ao cúmulo de a Venezuela importar petróleo. Acha bem?
Hugo Chaves só teve de nacionalizar o ouro-negro, foi contra os interesses instalados e os lucros fabulosos da ESSO e da MOBIL. Pelo menos mostrou coragem.

Um abraço e vá aparecendo