a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista
a desobediência é a verdadeira base da liberdade, os obedientes são necessariamente escravos

28 de janeiro de 2008

O POLVO

Image and video hosting by TinyPic
Sr. Sócrates

Quando se permite a um político/autarca depois de andar fugido/a à justiça, regressar impávido/a e sereno/a, como nada fosse, com uma cara de quem nada teve a ver com as maroscas que por cá fez, regressa, aureolado/a em herói/heroína, pouco ou nada há a fazer.

Quando políticos no activo fazem negociatas com privados, para depois sair da política (quase sempre pela porta do cavalo) e ingressar nesses privados e beneficiar com os negócios que então fez, a isto chama-me corrupção.

Quando um autarca ou vários em conjunto a troco de umas benesses, altera o Plano Director Municipal (PDM), para beneficiar o pato-bravo que entretanto enriqueceu não se sabe muito bem como e manda mais que o presidente da autarquia, a isto chama-se corrupção.

Quando autarcas (enquanto tal) se permitem ter negócios particulares com a autarquia a que pertencem, a isto chama-se corrupção.

Como tem tanta certeza que no governo actual não existe ninguém corrupto?

Punha as mãos no lume por eles?

Dou-lhe um conselho, “nunca diga desta água não beberei”

2 comentários:

Marreta disse...

Pois, para nós chama-se corrupção, para eles é interesse público. A bem da nação.
Limpeza forçada é do que este país precisa.
Saudações do Marreta.

Watchdog disse...

Ainda hoje escrevi algo de semelhante.

1 Abraço!