a humanidade só será LIVRE, quando o último corrupto for enforcado nas tripas do derradeiro capitalista

23 de fevereiro de 2011

ZECA AFONSO, SEMPRE

Faz hoje vinte e quatro anos que nos deixou José Afonso.  Cantor da liberdade, da fraternidade e da igualdade, Homem integro, amigo e solidário. 
Pena que as novas gerações pouco o ouçam e conheçam a sua enorme obra, culpa dos meios de comunicação e do próprio sistema, mais interessados em reality shows, música pimba e novelas do que na divulgação da música popular portuguesa de intervenção. 

2 comentários:

Kapikua disse...

Zeca, SEMPRE!!!

Pata Negra disse...

Amigo canto e sempre...
até